Surto de cólera mata mais de 1.300 pessoas em Angola

22 de maio de 2006
Equipe Editorial Bibliomed

22 de Maio de 2006. A precária infra-estrutura em higiene e abastecimento de água é a principal responsável pela rápida expansão de um surto de cólera em Angola, que já contaminou 34 mil pessoas e matou mais de 1.300 pessoas, informou a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF). Segundo o MSF, há mais de 4,5 milhões de pessoas sem acesso à água corrente na capital Luanda e a situação é ainda pior no interior, onde mais de 70% da população precisa pagar um preço elevado a fornecedores privados para ter direito à água potável.

Palavras chave: pessoas, mais, água, surto cólera, 1300 pessoas, à água, mais 1300 pessoas, mais 1300, surto, à, cólera, angola, 1300, acesso, onde, situação, pior, interior, luanda, é,

 

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 30 de abril de 2007
Pesquisa desenvolve exame de sangue para o diagnóstico de Parkinson
Clipping / Publicado em 5 de abril de 2007
Estrógenos e moduladores seletivos do receptor de estrógeno na doença coronariana
Clipping / Publicado em 14 de novembro de 2005
Solidão pode ser ´herança dos homens das cavernas´
Clipping / Publicado em 10 de outubro de 2005
Grupo de pesquisadores ressuscita vírus da gripe espanhola
Clipping / Publicado em 30 de julho de 2004
Pesquisa mostra que pessoas tomam remédios que nem conhecem
Clipping / Publicado em 25 de junho de 2004
Terapia tópica fotodinâmica é promessa para diagnóstico e tratamento de cânceres de pele
Clipping / Publicado em 16 de janeiro de 2004
China confirma terceiro caso suspeito de Sars
Clipping / Publicado em 19 de novembro de 2003
Acordo permite redução de 25% no preço de droga anti-Aids
Clipping / Publicado em 9 de outubro de 2003
Estudo comprova relação entre sono e memória
Clipping / Publicado em 21 de janeiro de 2003
Quem fica com o quê?


Assinantes


Esqueceu a senha?