Consumo frequente de café está associado a menor incidência de arritmias
21 de julho de 2020
Equipe Editorial Bibliomed

21 de julho de 2020 (Bibliomed). Um novo estudo revela que beber duas xícaras diárias de café não leva a um maior risco de arritmias, desmistificando um mito comum de que consumir cafeína no café e em outras bebidas poderia levar a taquicardias e aumentar o potencial de arritmia desencadeada nessa população de pacientes. Os pesquisadores analisaram vários tipos de arritmias para entender melhor o impacto da cafeína nessa condição cardíaca comum. Os resultados deste estudo observacional foram divulgados como ...

Palavras chave: Cardiologia, arritmias, café, taquicardias, incidência.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Notícia / Publicada em 6 de julho de 2020
Arritmias cardíacas são observadas em pacientes graves com COVID-19
Notícia / Publicada em 29 de junho de 2017
O consumo de café e chás de ervas está associado a menor rigidez hepática na população em geral
Notícia / Publicada em 13 de junho de 2014
Consumo de café pode ser associado com o aumento nos anos de vida
Notícia / Publicada em 11 de junho de 2013
Café e cafeína no risco de câncer de mama
Notícia / Publicada em 20 de maio de 2013
O impacto do café na saúde
Notícia / Publicada em 23 de julho de 2012
Arritmias ventriculares sem elevação de ST por síndrome coronariana aguda relacionam-se a uma maior mortalidade
Notícia / Publicada em 15 de abril de 2011
O consumo de café diminui o risco de AVC em mulheres
Notícia / Publicada em 31 de março de 2010
Consumo de café associado ao menor risco de diabetes
Notícia / Publicada em 2 de setembro de 2002
Café pode conter substância cancerígena


Assinantes


Esqueceu a senha?