Terapia cognitivo-comportamental versus terapia padrão na prevenção da recorrência de eventos cardiovasculares - Archives of Internal Medicine 2011; 171(2):134-40.

Fatores psicossociais são associados de forma independente a aumento do risco de morbidade e mortalidade por doença cardiovascular (DCV), mas os efeitos da intervenção sobre esses fatores na DCV ainda são incertos. Gulliksson e colaboradores, da Universidade de Uppsala, Suécia, realizaram estudo randomizado com o objetivo de avaliar os efeitos da terapia cognitivo-comportamental (TCC) na recorrência de eventos de DCV.

Foram recrutados 362 pacientes com idade igual ou inferior a 75 anos e que receberam alta após evento coronariano agudo nos últimos 12 meses. Eles foram randomizados para receber cuidado tradicional (n=170) ou cuidado tradicional + programa de TCC (n=192) com foco no manejo do estresse durante 20 sessões com duas horas de duração cada, ao longo de um ano. A aderência média às sessões foi de 85%. Os desfechos foram mortalidade...

Palavras chave: recorrência, dcv, tcc, mortalidade, terapia, eventos, risco, ic95%, grupo, im, durante, fatores, hr, sessões, medicine 2011;, archives internal medicine, internal medicine, doença, archives internal, eventos cardiovasculares,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Terapia cognitivo-comportamental versus terapia padrão na prevenção da recorrência de eventos cardiovasculares - Archives of Internal Medicine 2011; 171(2):134-40. recorrência, dcv, tcc, mortalidade, terapia, eventos, risco, ic95%, grupo, im, durante, fatores, hr, sessões, medicine 2011;, archives internal medicine, internal medicine, doença, archives internal, eventos cardiovasculares, ',@type='ARTICLE', @libdocidant=0, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?