O mal posicionamento uterino de fetos gêmeos está relacionado ao risco de mal formação craniana
16 de janeiro de 2002
Equipe Editorial Bibliomed

Belo Horizonte, 16 de Janeiro de 2002 (Bibliomed). Em gestações gemelares, há evidências de que o feto que permanece a maior parte da gestação no hemisfério inferior do útero tem mais chance de apresentar áreas deformadas no crânio após o nascimento.

O problema é conhecido como plagiocefalia deformacional, e pode se apresentar como um achatamento na região occipital ou assimetria facial, por exemplo.

Esta é uma condição tratável, se reconhecida precocemente, e o tratamento envolve medidas simples de reposicionamento. Alguns casos podem necessitar...

Palavras chave: parte, posição, deformidade, feto, é, inferior, medidas, gêmeos, inferior útero, mais, feto permanece, parte inferior, permanece, maior, casos, apresentar, não, risco, feto permanece parte, permanece parte,

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Notícia / Publicada em 7 de junho de 2016
Gravidez de gêmeos aumenta o risco de diabetes gestacional
Notícia / Publicada em 23 de dezembro de 2010
As lesões do futsal e do futebol são semelhantes
Notícia / Publicada em 13 de janeiro de 2004
A suplementação de zinco mais ferro protege contra diarréia e doenças respiratórias
Notícia / Publicada em 9 de maio de 2003
Nascem gêmeos de úteros separados
Notícia / Publicada em 26 de dezembro de 2002
Assimetria craniana em recém-nascidos saudáveis
Notícia / Publicada em 11 de dezembro de 2002
Ácido fólico poderá ser acrescentado na farinha para prevenir doenças fetais
Notícia / Publicada em 13 de novembro de 2002
Tratamento de miomas uterinos pode prejudicar chance de gravidez
Notícia / Publicada em 5 de abril de 2002
Retardo do parto pode salvar a vida do irmão gêmeo
Notícia / Publicada em 28 de janeiro de 2002
Espinha bífida pode ser tratada com cirurgia fetal


Assinantes


Esqueceu a senha?