Mau prognóstico para crianças vítimas de acidentes automobilísticos - European Journal of Pediatrics 2006; 165(8):519-25.

Com o objetivo de determinar os fatores de risco para um mau prognóstico (morte ou Escore de Gravidade do Trauma, IGT, ≥16), em crianças vítimas de trauma, resultante de acidente automobilístico, Etienne Javouhey e colaboradores, da Universidade Claude-Bernard Lyon, França, realizaram estudo publicado recentemente.

Foram analisados os casos de acidentes ocorridos no período entre 1996 e 2001, com envolvimento de crianças com idade inferior a 14 anos. Um traumatismo cranioencefálico (TCE) grave foi definido como lesão associada a um escore na Escala Abreviada de Trauma, EAT, igual ou superior a 3. Modelos estatísticos foram empregados para quantificar o risco de mau prognóstico, definido como morte ou predição de comprometimento grave persistente após um ano.

A incidência anual de um IGT igual ou...

Palavras chave: crianças, grave, prognóstico, tce, mau, trauma, mau prognóstico, tce grave, idade, acidente, ocupantes, pediatrics 2006;, igual superior, european journal pediatrics, superior, apresentaram, journal, automobilístico, 16, igual,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 1 de setembro de 2015

Trauma pediátrico

Artigo / Publicado em 11 de julho de 2016

Rabdomiólise

Artigo / Publicado em 26 de junho de 2000

Traumatismo Ocular

Artigo / Publicado em 27 de fevereiro de 2009

Lesões vasculares cerebrais

Artigo / Publicado em 5 de junho de 2002

02 - Primeiros Socorros - Controle da Respiração

Notícia / Publicada em 27 de janeiro de 2012

Dores de cabeça estão presentes meses após traumatismo craniano pediátrico 

Notícia / Publicada em 21 de setembro de 2010

Maior tempo de permanência na emergência é associado a pior prognóstico em pacientes criticamente enfermos

Notícia / Publicada em 10 de setembro de 2010

Disfagia aumenta o tempo de internação no AVC e é um indicador de mau prognóstico

Notícia / Publicada em 20 de setembro de 2002

Traumatismo cranio-encefálico leve pode levar a déficit mental

Notícia / Publicada em 19 de setembro de 2002

Traumatismo cranio-encefálico leve pode levar a déficit mental



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa