Radioterapia externa convencional com ou sem supressão androgênica prolongada no câncer de próstata de alto risco - The Lancet Oncology 2010; 11(11):1066-73.

Michell Bolla e colaboradores, do Hospital Universitário de Grenoble, França, realizaram estudo de fase 3 para avaliação do benefício da adição de terapia de deprivação androgênica (TDA) com agonista de hormônio liberador de hormônio luteinizante (aLHRH) à radioterapia externa convencional em pacientes com câncer de próstata de alto risco metastático. Recentemente, eles publicaram dados atualizados com seguimento de 10 anos.

Os pacientes elegíveis foram aqueles com idade inferior a 80 anos e com diagnóstico recente de adenocarcinoma de próstata T1-2 com grau histológico 3 ou T3-4 de qualquer grau histológico, com performance status de 0-2. Eles foram randomizados para receber radioterapia isolada ou radioterapia mais TDA imediata. A alocação empregou algoritmo de minimização levando-se em conta a instituição, o estádio clínico, resultados...

Palavras chave: radioterapia, ic95%, anos, pacientes, 10, tda, doença, próstata, 10 anos, sobrevida, radioterapia isolada, livre doença, sobrevida livre doença, sobrevida livre, dia, dose, câncer, isolada, cardiovascular, terapia,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Radioterapia externa convencional com ou sem supressão androgênica prolongada no câncer de próstata de alto risco - The Lancet Oncology 2010; 11(11):1066-73. radioterapia, ic95%, anos, pacientes, 10, tda, doença, próstata, 10 anos, sobrevida, radioterapia isolada, livre doença, sobrevida livre doença, sobrevida livre, dia, dose, câncer, isolada, cardiovascular, terapia, ',@type='ARTICLE', @libdocidant=0, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?