Sinvastatina

Equipe Editorial Bibliomed

Marco Tulio Baccarini Pires * * Professor Adjunto - Faculdade de Medicina da UFMG; Investigador Principal do CEBIO _ Centro de Pesquisa em Biotecnologia; Diretor Médico da Bibliomed – Biblioteca Médica Virtual.. 1. Histórico 1, 2. O desenvolvimento da sinvastatina foi ligado bem de perto com a pesquisa e o desenvolvimento da lovastatina. O bioquímico Jesse Huff e seus colegas da Merck iniciaram a pesquisa acerca da biosíntese do colesterol no início dos anos 1950s. Em 1956 o ácido mevalônico foi isolado de um extrato de levedura por Karl Folkers, Carl Hoffman e colegas na Merck, enquanto Huff e seus associados confirmaram que o ácido mevalônico era um intermediário na biossíntese do colesterol. Em 1959, a enzima HMG-CoA redutase (um importante contribuinte para a produção intrínseca de colesterol) foi descoberta no Instituto Max Planck. Esta descoberta encorajou cientistas de todo o mundo a tentar descobrir um inibidor eficaz desta enzima.. Em 1976 havia isolado o primeiro inibidor  (compactin ML-236B) do fungo Penicillium citrinium em Sankio, no Japão. Em 1979, Hoffman e colegas isolaram a lovastatina (Mevacor ®) de uma cepa do fungo Aspergillus terreus. Durante as pesquisas da lovastatina, os cientistas da Merck desenvolveram sinteticamente um inibidor HMG-CoA redutase de um produto de fermentação ...

Palavras chave: é, sinvastatina, colesterol, sinvastatina é, merck, ser, aspergillus, hmg-coa redutase, aspergillus terreus, redutase, , produto, pesquisa, colegas, hmg-coa, terreus, inibidor, lovastatina, fermentação aspergillus terreus, pacientes portadores,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Sinvastatina é, sinvastatina, colesterol, sinvastatina é, merck, ser, aspergillus, hmg-coa redutase, aspergillus terreus, redutase, , produto, pesquisa, colegas, hmg-coa, terreus, inibidor, lovastatina, fermentação aspergillus terreus, pacientes portadores, ',@type='ARTICLE', @libdocidant=16363, @max_rows=10, @key_rank=0
Artigo / Publicado em 14 de dezembro de 2012

Efeitos ósseos dos medicamentos cardiovasculares

Artigo / Publicado em 21 de maio de 2019

Aspergilose – Parte II: abordagem terapêutica

Artigo / Publicado em 21 de agosto de 2000

Os Inibidores da HMG CoA Redutase (Estatinas) e o Risco de Fraturas

Artigo / Publicado em 17 de setembro de 2019

A dislipidemia como fator de risco para doença aterosclerótica

Artigo / Publicado em 17 de fevereiro de 2020

Carcinoma Hepatocelular – Epidemiologia e Fatores de Risco

Artigo / Publicado em 6 de março de 2015

Cetoconazol

Notícia / Publicada em 10 de junho de 2019

Redução do volume cerebral em portadores de esclerose múltipla e uso de sinvastatina independe do efeito no nível de colesterol

Notícia / Publicada em 8 de julho de 2013

Risco de diabetes aumentado em usuários de algumas estatinas

Notícia / Publicada em 7 de dezembro de 2010

Estatinas podem ter efeito benéfico sobre o câncer colorretal

Notícia / Publicada em 17 de janeiro de 2001

A Rosuvastatina é Melhor do que a Atorvastatina em Dois Estudos Clínicos



Assinantes


Esqueceu a senha?