Infecção Urinária e Gravidez

Equipe Editorial Bibliomed

© Equipe Editorial Bibliomed. Neste Artigo:. - Introdução. - Diagnóstico e tratamento. - Complicações. - Conclusão. - Referências Bibliográficas. As gestantes reconhecidamente possuem um risco maior para ITU. A partir da sexta semana até 22ª-24ª semana, aproximadamente 90% das mulheres grávidas desenvolvem dilatação ureteral, que se mantêm até após o parto (hidronefrose da gravidez). O aumento do volume vesical associado à redução do tônus da bexiga e do ureter contribuem resultam em estase urinária e refluxo ureterovesical. Além desses fatores, cerca de 70% das gestantes desenvolvem glicosúria, favorecendo ainda mais o crescimento bacteriano na urina.. Introdução. As infecções do trato urinário (ITU) são umas das mais afecções mais comumente encontradas entre gestantes, com incidência de até 8%.. Os principais microorganismos responsáveis pela ITU na gestação são os mesmos encontrados em pacientes não-gestantes. A Escherichia coli responde por cerca de 80-90% dos casos. Outras cepas gram-negativas (p.ex.: Proteus mirabilis e Klebsiella ...

Palavras chave: mais, são, até, gestantes, egb, cerca, à, tratamento, ser, itu, devido à, bacteriúria, escolha, primeira, gravidez, incidência, assintomática evoluem cistite, casos de bacteriúria, assintomática evoluem, de bacteriúria assintomática,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Infecção Urinária e Gravidez mais, são, até, gestantes, egb, cerca, à, tratamento, ser, itu, devido à, bacteriúria, escolha, primeira, gravidez, incidência, assintomática evoluem cistite, casos de bacteriúria, assintomática evoluem, de bacteriúria assintomática, ',@type='ARTICLE', @libdocidant=16060, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?