Pesquisadores estudam movimentos após a morte

14 de outubro de 2005
Equipe Editorial Bibliomed

14 de outubro de 2005. Muitas vezes o diagnóstico de morte encefálica é questionado pela observação de movimentos em pacientes que se encontram em coma profundo. Embora incomum essa situação não é absurda, afirma estudo que acaba de ser divulgado pela revista especializada Neurocritical Care. A partir de relato de caso real da prática clínica, médicos norte-americanos descrevem como reflexos medulares podem desencadear movimentos em pacientes que já receberam o diagnóstico de morte encefálica. Segundo os especialistas, o processo de morte pode ser...

Palavras chave: morte, movimentos, pacientes, morte encefálica, pacientes já, encefálica, movimentos pacientes, já, é, ser, care, encontram, 2005, morte pode, morte pode ser, reflexos, responsáve

 

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 29 de junho de 2006
Abordagem educacional é eficiente no tratamento da periodontite
Clipping / Publicado em 17 de março de 2006
Refrigerantes podem aumentar erosão do dente, concluíram pesquisadores
Clipping / Publicado em 15 de abril de 2005
Desgaste de materiais empregados em ortodontia pode comprometer tratamento
Clipping / Publicado em 9 de dezembro de 2004
A cada cinco segundos, uma criança morre de fome, diz a ONU
Clipping / Publicado em 3 de novembro de 2003
Tique nervoso começa na juventude
Clipping / Publicado em 20 de outubro de 2003
Implante pode ajudar na recuperação de movimentos dos braços
Clipping / Publicado em 17 de outubro de 2003
Maior intervalo de tempo entre exames de prevenção aumenta o risco de câncer de colo de útero
Clipping / Publicado em 15 de setembro de 2003
Crianças ciclistas e pedestres são as principais vítimas de acidentes em rodovias inglesas
Clipping / Publicado em 7 de janeiro de 2003
Parlamento da Coréia do Sul realiza audiência sobre clonagem humana
Clipping / Publicado em 16 de dezembro de 2002
O novo fator de risco para a doença cardíaca


Assinantes


Esqueceu a senha?