Nova molécula pode atacar hipertensão

21 de fevereiro de 2003
Equipe Editorial Bibliomed

21 de Fevereiro de 2003. O cérebro de ratos pode ter a resposta para o desenvolvimento de uma nova geração de remédios contra a hipertensão, dizem os cientistas.Testes preliminares realizado por uma equipe de pesquisadores paulistas descobriram no cérebro dos animais a hemopressina, uma molécula que tem potencial para gerar anti-hipertensivos até cem vezes mais potentes que os usados hoje. Os cientistas estão animados com o estudo já que a mesma tática usada para encontrar o possível anti-hipertensivo pode revelar também outras moléculas com potencial...

Palavras chave: cérebro, nova, estudo, usada, já, moléculas com potencial, também moléculas, também moléculas com potencial, com potencial terapêutico, revelar também, tática, não, terapêutico, molé

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 1 de novembro de 2005
Para acadêmicos, EUA hoje hostilizam a ciência
Clipping / Publicado em 6 de maio de 2005
Os males do fumo
Clipping / Publicado em 30 de dezembro de 2004
"As agências omitem detalhes essenciais à saúde do turista"
Clipping / Publicado em 24 de novembro de 2003
Cientistas alegam que tomar muitos analgésicos pode causar danos permanentes aos rins
Clipping / Publicado em 18 de novembro de 2003
H. pilory /i>: terapia tríplice (TT) com rabeprazol é mais efetiva que TT com omeprazol
Clipping / Publicado em 11 de novembro de 2003
Genes ajudam a explicar psoríase
Clipping / Publicado em 15 de setembro de 2003
Feto pisca, sorri e chora ainda na barriga da mãe, diz cientista
Clipping / Publicado em 2 de setembro de 2003
Controle de pontos de venda de bebida alcoólica tem impacto na saúde pública comunitária
Clipping / Publicado em 4 de julho de 2003
Dispositivo pode "adoçar" o tratamento dos diabéticos
Clipping / Publicado em 20 de março de 2003
Incor realiza campanha de prevenção de doenças do coração e do diabetes


Assinantes


Esqueceu a senha?