Descoberto mensageiro químico que rejuvenesce neurônios

05 de maio de 2003
Equipe Editorial Bibliomed

05 de Maio de 2003. De acordo com um estudo publicado na revista "Science", macacos resos, assim como seres humanos, sofrem uma perda gradual e irreversível na capacidade de processar informação sensorial vinda dos olhos, do ouvido e de outros órgãos, quando envelhecem. Descobriu-se ainda que, além dos próprios órgãos sensoriais, a deterioração alcança também o centro de processamento de informação do cérebro que lida com os dados sensoriais recebidos.
O estudo investigou uma região particular do córtex cerebral envolvida no tratamento de informação...

Palavras chave: estudo, informação, neurônios, perda, cerebral, região, mensageiro químico, químico, o estudo, sensoriais, mensageiro, o, também, sugere, capacidade, macacos, órgãos, e perda esta

Divulgação



conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 10 de agosto de 2007
Consumo de leite após exercícios pode ajudar a ganhar massa muscular
Clipping / Publicado em 13 de julho de 2007
Efeito da sertralina sobre os sintomas e sobrevida de pacientes com câncer avançado sem depressão maior
Clipping / Publicado em 3 de julho de 2007
Esteróides sexuais e mortalidade em homens
Clipping / Publicado em 25 de abril de 2006
Pandemia de gripe aviária custaria US$300 bi à Ásia
Clipping / Publicado em 8 de janeiro de 2004
McDonald's promove cardápio saudável nos EUA
Clipping / Publicado em 9 de dezembro de 2003
Obesidade aumenta riscos de torção primária do omento em crianças
Clipping / Publicado em 28 de novembro de 2003
Filtros intravasculares podem ser seguros em pacientes com risco de embolismo séptico
Clipping / Publicado em 27 de outubro de 2003
Mulheres com mais de 50 anos erram na alimentação
Clipping / Publicado em 20 de outubro de 2003
Implante pode ajudar na recuperação de movimentos dos braços
Clipping / Publicado em 17 de outubro de 2003
Maior intervalo de tempo entre exames de prevenção aumenta o risco de câncer de colo de útero


Assinantes


Esqueceu a senha?