Alteração genética pode deixar mulheres 2,6 vezes mais propensas ao alcoolismo

25 de abril de 2003
Equipe Editorial Bibliomed

25 de Abril de 2003. Aumento do número de mulheres que consomem álcool pode ter ligação com alterações genéticas, sugere um estudo realizado por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) e que, em breve, será publicado na revista "Psychiatrics Genetics". O estudo mostra que chave para o problema estaria no gene Maoa, que já foi objeto de outros estudos relacionados ao álcool. Os pesquisadores explicam que uma alteração nesse gene ou em sua cópia implica na redução de produção de uma enzima chamada monoamina oxidase A, que atua sobre os mensageiros...

Palavras chave: mais, gene, 26 vezes, mulheres 26, vezes mais, mulheres 26 vezes, 26, alteração, alcoolismo, mulheres, vezes, cópia, pesquisadores, álcool, conseqüência problemas comunicação, conseq

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?