Reavaliada a abordagem cirúrgica da estenose uretral pós-traumática

27 de agosto de 2004
Equipe Editorial Bibliomed

27 de agosto de 2004. Artigo publicado no último número da revista médica Urology avalia os fatores que interferem na tomada de decisões cirúrgicas para abordagem de estenoses uretrais pós-traumáticas. Uma revisão de 167 casos observados entre 1977 e 2002 sugeriu que defeitos inferiores a 3 cm podem ser corrigidos com anastomose perineal tradicional, ao passo que defeitos com maior extensão geralmente requerem procedimentos mais elaborados. O achado de cicatrização ureteral geralmente determina a necessidade de uretroplastia de substituição.

Palavras chave: geralmente, defeitos, abordagem, corrigidos, cm, geralmente requerem, maior extensão, extensão geralmente requerem, requerem procedimentos, ser, extensão geralmente, elaborados,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?