Estudo mostra que carinho exagerado a mulheres infartadas é prejudicial na recuperação

19 de dezembro de 2002
Equipe Editorial Bibliomed

19 de Dezembro de 2002. Mimar e apoiar em excesso mulheres infartadas representa risco três vezes maior de um novo ataque cardíaco, diz estudo. O estudo, realizado nos Estados Unidos, avaliou o comportamento de homens e mulheres pós-ataque diante do apoio dos parentes e amigos. O resultado mostrou que a preocupação dos outros com o doente pode aumentar o estresse e desencadear um novo infarto, potencialmente fatal. As mulheres são as mais atingidas por acreditarem ser responsáveis por tomar conta de todos. A diretora do departamento de psicologia da Sociedade...

Palavras chave: estudo, mulheres, são, mulheres infartadas, paciente, infartadas, resultado, diretora, novo, alves ribeiro, lúcia alves, ana lúcia, carinho, paulo ana lúcia, alves, ana, ribeiro, lú

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?