Menor tempo “porta-balão” não leva a diminuição da mortalidade hospitalar
08 de outubro de 2013
Equipe Editorial Bibliomed

8 de outubro de 2013 (Bibliomed). As diretrizes atuais para o tratamento do infarto agudo do miocárdio com elevação do segmento ST recomendam um tempo porta-balão de 90 minutos ou menos para os pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea (ICP). Tempo porta-balão tornou-se uma medida de desempenho e é o foco de iniciativas de melhoria da qualidade regional e nacional. No entanto, não se sabe se as melhorias nacionais em tempos porta-balão foram acompanhadas por uma diminuição da mortalidade....

Palavras chave: cardiologia, tempo porta-balão, mortalidade, intervenção coronariana percutânea, infarto, supradesnivelamento do segmento ST

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?