Atividade física previne a progressão do dano cognitivo e da demência vascular: o estudo LADIS
27 de dezembro de 2012
Equipe Editorial Bibliomed

27 de dezembro de 2012 (Bibliomed). Pesquisadores estudaram se a atividade física pode interferir com a progressão para o prejuízo cognitivo e demência em idosos com alterações da substância branca que vivem de forma independente. O estudo prospectivo multinacional europeu LADIS (leucoaraiose e invalidez) avaliou o impacto das mudanças na substância branca na transição de idosos independentes até a invalidez. Seiscentos e trinta e nove indivíduos foram incluídos (74,1 ± 5 anos de idade, 55% mulheres, 9,6 ± 3,8 anos de escolaridade, 64% fisicamente ativos)....

Palavras chave: atividade física, prejuízo cognitivo, demência, idosos, demência vascular

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Notícia / Publicada em 27 de novembro de 2018
Rigidez arterial pode predizer risco de demência
Notícia / Publicada em 18 de outubro de 2018
Exercício pode retardar os sintomas da doença de Alzheimer em pessoas em risco
Notícia / Publicada em 24 de agosto de 2017
Um terço dos casos de demência pode ser prevenido
Notícia / Publicada em 8 de abril de 2015
Queixas relativas memória devem ser analisadas com cuidado
Notícia / Publicada em 1 de outubro de 2012
Delirium é um forte fator de risco para demência nos idosos
Notícia / Publicada em 24 de maio de 2011
Boa parte das mulheres mais velhas têm disfunção cognitiva
Notícia / Publicada em 22 de dezembro de 2008
Direção e demência
Notícia / Publicada em 9 de setembro de 2008
Álcool, demência e declínio cognitivo na senilidade
Notícia / Publicada em 16 de abril de 2003
Infartos cerebrais silenciosos predizem risco de demência


Assinantes


Esqueceu a senha?