Estudo mostra que escova elétrica escova melhor do que as tradicionais
06 de fevereiro de 2003
Equipe Editorial Bibliomed

06 de Fevereiro de 2003 (Bibliomed). Para as pessoas que têm pânico só de pensar no dentista com seu “motorzinho” e instrumentos afiados enquanto estão sentadas na cadeira do dentista ou simplesmente para as pessoas que querem usar um método mais eficiente de escovação, as escovas elétricas com ação rotatória-oscilatória deveriam ser o método de escolha de acordo com novo estudo.

A Cochrane Collaboration, uma organização internacional sem fins lucrativos que reúne e revisa dados de estudos na área da saúde, anunciou recentemente que as escovas rotacionais-oscilatórias...

Palavras chave: escovas, escova, mais, elétricas, escovas elétricas, escova elétrica, estudo, elétrica, escovação, tradicionais, estudos, escova manual, oscilação rotacional, oscilação, dentista, usa, não, só, método, elétricas oscilação rotacional,

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Notícia / Publicada em 26 de outubro de 2012
Estimulação elétrica do esôfago é um tratamento promissor
Notícia / Publicada em 3 de setembro de 2012
Emoções desempenham um papel importante na sensibilidade ao prurido e à dor em mulheres
Notícia / Publicada em 21 de novembro de 2008
“Tempestade elétrica” em pacientes com cardioversor-desfibrilador implantável
Notícia / Publicada em 16 de agosto de 2006
Uso do fio dental é necessário para combater a doença gengival
Notícia / Publicada em 27 de fevereiro de 2004
Escovas de dente comuns são tão eficientes quanto a maioria das escovas elétricas
Notícia / Publicada em 12 de março de 2003
Novo método para detecção de alterações cromossômicas em homens inférteis
Notícia / Publicada em 18 de junho de 2002
Terapia combinada auxilia na recuperação após AVC
Notícia / Publicada em 4 de junho de 2002
Hepatite C transmitida por escovas de dente
Notícia / Publicada em 23 de abril de 2002
Higiene oral reduz risco de pneumonia em asilos


Assinantes


Esqueceu a senha?