Estratificação do risco na Síndrome do QT longo - The New England Journal of Medicine 2003; 348:1866-1874

Mutações nos genes de canais de potássio KCNQ1 (LQT1 locus) e KCNH2 (LQT2 locus) e no gene do canal de sódio SCN5A (LQT3 locus) são as causas mais comuns da síndrome do QT longo. A Dra. Sílvia G. Priori e colegas do Department of Molecular Cardiology, Istituto di Ricovero e Cura a Carattere Scientifico Fondazione S. Maugeri; Department of Cardiology, Istituto di Ricovero e Cura a Carattere Policlinico San Matteo; University of Pavia, Itália, realizaram um estudo para estratificar o risco de acordo com o genótipo, em conjunto com outras variáveis clínicas como o sexo e o comprimento do intervalo QT.

Foram avaliados 647 pacientes (386 com uma mutação no locus LQT1, 206 com uma mutação no locus LQT2, e 55 com uma mutação no locus LQT3) provenientes de 193 famílias com síndrome do QT longo. Foi determinada a probabilidade cumulativa do...

Palavras chave: locus, mutação, mutação locus, sexo, risco, qtc, naqueles mutação, naqueles, qt, lqt1, locus lqt1, qt longo, mutação locus lqt1, longo, lqt3, genótipo, pacientes, lqt2, carattere, istituto,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Estratificação do risco na Síndrome do QT longo - The New England Journal of Medicine 2003; 348:1866-1874 locus, mutação, mutação locus, sexo, risco, qtc, naqueles mutação, naqueles, qt, lqt1, locus lqt1, qt longo, mutação locus lqt1, longo, lqt3, genótipo, pacientes, lqt2, carattere, istituto, ',@type='ARTICLE', @libdocidant=0, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?