Intervenções para prevenir a depressão perinatal: Declaração de Recomendação da Força-Tarefa de Serviços Preventivos dos EUA - JAMA. 2019;321(6):580-587.

US Preventive Services Task Force

Importância: A depressão perinatal, que é a ocorrência de um transtorno depressivo durante a gravidez ou após o parto, afeta até 1 em 7 mulheres e é uma das complicações mais comuns da gravidez e do período pós-parto. Está bem estabelecido que a depressão perinatal pode resultar em efeitos adversos de curto e longo prazo tanto na mulher quanto na criança.

Objetivo: Emitir uma nova recomendação da US Preventive Services Task Force (USPSTF)sobre intervenções para prevenir a depressão perinatal.

Revisão de evidência: A USPSTF revisou as evidências sobre os benefícios e malefícios das intervenções preventivas para depressão perinatal em mulheres grávidas ou pós-parto ou seus filhos. A USPSTF analisou...

Palavras chave: Ginecologia e Obstetrícia, psiquiatria, depressão perinatal, terapia cognitivo-comportamental, terapia interpessoal, pós-parto, gravidez.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Intervenções para prevenir a depressão perinatal: Declaração de Recomendação da Força-Tarefa de Serviços Preventivos dos EUA - JAMA. 2019;321(6):580-587. Ginecologia e Obstetrícia, psiquiatria, depressão perinatal, terapia cognitivo-comportamental, terapia interpessoal, pós-parto, gravidez.',@type='ARTICLE', @libdocidant=0, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?