Análise de tempo até a ocorrência de eventos entre a poluição do ar por partículas finas e o nascimento prematuro: resultados da Carolina do Norte, 2001-2005 American Journal of Epidemiology

Chang HH, Reich BJ, Miranda ML

A exposição à poluição do ar, durante a gravidez, foi sugerida como fator de risco para nascimento prematuro; no entanto, evidências epidemiológicas ainda são mistas e limitadas. Os autores examinaram a associação entre níveis ambientais de material particular < 2,5 µm de diâmetro aerodinâmico (PM2,5) e o risco de nascimento prematuro, na Carolina do Norte, durante o período de 2001-2005. Eles estimaram os riscos de exposição cumulativa média a PM2,5 durante a gravidez, por meio de um modelo de sobrevida em dois estádios de tempo como variável discreta. Os autores também consideraram medidas de exposição derivadas de 1) concentrações ambientais medidas pelo sistema de monitoração Air Qality (AQS) e 2) concentrações previstas por fusão estatística dos dados do AQS e de modelos baseados em processo numérico (banco...

Palavras chave: exposição, pm25, air, durante, prematuro, nascimento, risco, exposição cumulativa, risco nascimento, nascimento prematuro, durante gravidez, cumulativa, autores, aqs, dados, medidas, gravidez, risco nascimento prematuro, ambientais, reich,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Análise de tempo até a ocorrência de eventos entre a poluição do ar por partículas finas e o nascimento prematuro: resultados da Carolina do Norte, 2001-2005 American Journal of Epidemiology exposição, pm25, air, durante, prematuro, nascimento, risco, exposição cumulativa, risco nascimento, nascimento prematuro, durante gravidez, cumulativa, autores, aqs, dados, medidas, gravidez, risco nascimento prematuro, ambientais, reich, ',@type='ARTICLE', @libdocidant=0, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?