Excesso Androgênico

Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução - Mecanismos - Avaliação da paciente - Hirsutismo - Virilização - Outras alterações cutâneas - Diagnósticos diferenciais - Exames complementares - Abordagem terapêutica - Farmacoterapia - Conclusão - Referências Bibliográficas. Introdução. Os Andrógenos induzem masculinização e são responsáveis pela formação da genitália externa masculina e outros órgãos sexuais no feto. Sua ausência – ou a ausência de receptores para testosterona – resulta em fenótipo feminino, independente do cariótipo 46 XY. No período pós-natal, as mulheres diminuem sua sensibilidade aos andrógenos, mas o excesso androgênico pode induzir o crescimento de pelos pubianos, alopecia temporal, acne, hipertrofia clitoriana e diminuição do timbre da voz.. O Excesso Androgênico afeta cerca de 8% das mulheres em algum momento de suas vidas, e, para compreender o significado desta alteração, é preciso antes ...

Palavras chave: Excesso androgênico, adrenais, testosterona, enzima 5-redutase, albumina, próstata, síndrome dos ovários policísticos, mulheres pós-menopáusicas, obesidade, hirsutismo.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Excesso Androgênico Excesso androgênico, adrenais, testosterona, enzima 5-redutase, albumina, próstata, síndrome dos ovários policísticos, mulheres pós-menopáusicas, obesidade, hirsutismo.',@type='ARTICLE', @libdocidant=17714, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?