Drogas Antiarrítmicas - Parte III - Quinidina e Disopiramida

Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - 1 - Quinidina - Introdução - Farmacologia - Mecanismo de ação - Farmacocinética - Posologia - Efeitos colaterais - Interações medicamentosas - Uso clínico - 2 - Disopiramida - Introdução - Farmacologia - Mecanismo de ação - Farmacocinética - Posologia - Efeitos colaterais - Interações medicamentosas - Uso clínico. - Referências Bibliográficas. 1 - Quinidina. Introdução. A quinidina é o mais antigo dos antiarrítmicos específicos disponíveis e tem uma história muito longa como medicação antiarrítmica. Apresenta, ...

Palavras chave: Quinidina, sinusal, nó, arritmias, condução, efeitos, automatismo, excreção renal, sistema, amplitude, disopiramida, quinidina, miastenia gravis.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Drogas Antiarrítmicas - Parte III - Quinidina e Disopiramida Quinidina, sinusal, nó, arritmias, condução, efeitos, automatismo, excreção renal, sistema, amplitude, disopiramida, quinidina, miastenia gravis.',@type='ARTICLE', @libdocidant=17644, @max_rows=10, @key_rank=0
Artigo / Publicado em 27 de fevereiro de 2020

Drogas Antiarrítmicas - Parte IV - Procainamida e Lidocaína

Artigo / Publicado em 27 de fevereiro de 2020

Drogas Antiarrítmicas - Parte V - Mexiletine, Hidantonína e Propafenona

Artigo / Publicado em 20 de março de 2020

Drogas Antiarrítmicas - Parte I - Princípios Gerais

Artigo / Publicado em 12 de fevereiro de 2020

Drogas Antiarrítmicas - Parte IX - Amiodarona

Artigo / Publicado em 15 de janeiro de 2001

Fibrilação e Flutter Atrial

Artigo / Publicado em 17 de fevereiro de 2020

Drogas Antiarrítmicas - Parte VIII - Bloqueadores de Canais de Cálcio

Artigo / Publicado em 12 de fevereiro de 2020

Drogas Antiarrítmicas - Parte VII - Sotalol

Notícia / Publicada em 3 de dezembro de 2010

Especialista apresenta as novas opções para o tratamento da fibrilação atrial

Notícia / Publicada em 13 de abril de 2010

Novo tratamento promete ajudar a controlar crises de riso e choro involuntários, comuns em pacientes com esclerose

Notícia / Publicada em 18 de outubro de 2004

Eficácia da quinidina em pacientes com síndrome de Brugada



Assinantes


Esqueceu a senha?