Ejaculação Precoce

Equipe Editorial Bibliomed

- Introdução - Avaliação do Paciente - Exames complementares - Abordagem terapêutica - Conclusão - Referências Bibliográficas. Introdução Mais de 30% dos homens sofrem com a ejaculação precoce em algum momento de suas vidas. Apesar do problema afetar todas as faixas etárias, ele é mais freqüente entre os 18 e 30 anos de idade, podendo também ocorrer associado à disfunção erétil em homens de 45-65 anos. A Ejaculação Precoce (EP) é a disfunção sexual mais comum em homens com menos de 40 anos de idade. Muitos profissionais que lidam com a EP a conceituam como a ocorrência de ejaculação antes do desejo de ambos parceiros sexuais. A EP pode ser primária ou secundária. A forma Primária se refere a pacientes que sofrem do distúrbio desde a puberdade. A forma Secundária se refere a indivíduos que apresentam anteriormente um bom controle ejaculatório e que, por razões desconhecidas, começou a sofrer de ejaculação precoce. Acredita-se que a EP seja um problema psicológico, não representando qualquer doença orgânica específica do trato reprodutor masculino ou alterações no sistema nervoso.

Palavras chave: Urologia, ejaculação precoce, tratamento, etiologia

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Ejaculação Precoce Urologia, ejaculação precoce, tratamento, etiologia',@type='ARTICLE', @libdocidant=16013, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?