Sarcoma Cardíaco

Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução. - Subtipos tumorais. - Exame clínico. - Exames complementares. - Abordagem terapêutica. - Conclusão. - Referências bibliográficas. . Introdução. As neoplasias cardíacas primárias são doenças raras, com incidência de 0,001% a 0,28% à autópsia. Os tumores malignos primários cardíacos são representados por sarcomas e linfomas não-Hodgkin. Eles são raros, afetam principalmente pacientes na quarta década de vida e têm um prognóstico grave. Tanto o diagnóstico quanto o tratamento requerem uma abordagem multidisciplinar, sendo que o cardiologista desempenha um papel central tanto no diagnóstico quanto no acompanhamento. O prognóstico pode ser melhorado por um planeamento cuidadoso da cirurgia e com a utilização de tratamento multimodal, incluindo quimioterapia e terapia de radiação complementar. Um acompanhamento rigoroso deve ser planejado, mesmo após a cura aparentemente completa.. O tumor primário mais comum do coração e do pericárdio é o sarcoma. O sarcoma cardíaco (SC) ocorre em menos de 0,2% das autópsias. Apesar da baixa incidência, a doença é altamente letal: dados de pacientes ...

Palavras chave: Tumor cardíaco, sarcoma, cardiomiopatia, pericardite, mediastinite, mesotelioma, insuficiência cardíaca congestiva

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Sarcoma Cardíaco Tumor cardíaco, sarcoma, cardiomiopatia, pericardite, mediastinite, mesotelioma, insuficiência cardíaca congestiva',@type='ARTICLE', @libdocidant=14659, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?