Dor Abdominal no Idoso - abordagem diagnóstica e terapêutica

Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução. - Exames laboratoriais. - Exames de imagem. - Orientação terapêutica. - TABELA - principais equívocos ao avaliar um paciente idoso com dor abdominal. - Conclusão. - Referências bibliográficas . Introdução. . Pacientes idosos com dor abdominal podem representar um grande desafio, especialmente em serviços de emergência ou quando doenças de base (p.ex.: sequelas de derrame ou demência senil) impedem um exame clínico detalhado.. . Nestas situações, diversas ferramentas propedêuticas podem ser utilizadas para definir a abordagem terapêutica mais apropriada.. Exames laboratoriais. . O hemograma completo deve iniciar a avaliação laboratorial. Apesar da leucocitose sugerir a presença de infecção ou inflamação, esta é uma alteração de baixa sensibilidade e especificidade. Leucogramas normais não devem ser utilizados para basear decisões terapêuticas em pacientes idosos. Recomenda-se realizar hemocultura de todo paciente idoso com dor abdominal associada com febre ou hipotermia. O coagulograma e a tipagem sanguínea precoces são úteis ...

Palavras chave: Dor abdominal, abdome agudo, colecistite, apendicite, geriatria, diverticulite, idoso

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Dor Abdominal no Idoso - abordagem diagnóstica e terapêutica Dor abdominal, abdome agudo, colecistite, apendicite, geriatria, diverticulite, idoso',@type='ARTICLE', @libdocidant=14646, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?