03 - Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) - Uretrite masculina

Equipe Editorial Bibliomed

Geralmente subdividida em Uretrite Gonocócica (UG) e Não-Gonocócica (UNG). A Chlamydia trachomatis responde por 40% dos casos de UNGs. Outros microorganismos envolvidos nas UNGs são: Ureaplasma urealyticum, Trichomonas vaginalis e HSV. O diagnóstico exige o achado de exsudato uretral inflamatório (presença média de 5 polimorfonucleares por campo de grande aumento). Exames laboratoriais em geral se restrigem à coloração de Gram do corrimento uretral (90% dos homens com UG assintomática apresentam uma coloração Gram positiva). O diagnóstico de UNG é feito excluindo-se a possibilidade de etiologia por Neisseria. . . O tratamento da gonorréia (coloração Gram positiva) não apresenta grandes dificuldades. Comumente emprega-se penicilina benzatina com bons resultados, mas também podem ser utilizados norfloxacino, gentamicina, ampicilina ou tianfenicol. As UNGs podem ser tratadas com doxiciclina ou eritromicina. Recomenda-se esquema combinado de ceftriaxona com doxiciclina + cultura para gonococos nos casos de etiologia inconclusiva. . . As uretrites pós-gonocócicas em geral se devem à infecção concomitante por Chlamydia que não foi erradicada pelo tratamento original. Assim, vale a pena prescrever tetraciclina oral após o tratamento de UG com beta-lactâmicos.. Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.             07 ...

Palavras chave: coloração gram, coloração, gram, tratamento, etiologia, ug, gram positiva, coloração gram positiva, não, uretrite, ung, ungs, uretral, doxiciclina, casos, geral, à, positiva, doxiciclina eritromicina, eritromicina recomenda-se,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?