Dermatite por Contato com Látex


Equipe Editorial Bibliomed

O látex é a causa mais comum da urticária de contato ocupacional. A dermatite das mãos, provocada por agentes irritantes pode fomentar a sensibilização ao látex. Lesões urticariformes que são mediadas por hipersensibilidade às proteínas do látex tipo I e se tornarem crônicas podem resultar em dermatite de contato de proteínas. Clinicamente, a dermatite de contato à proteínas se manifesta como eczema crônico com episódios de ataques agudos recorrentes. Ela representa uma combinação de hipersensibilidade do tipo imediato (tipo I) e hipersensibilidade de tipo retardado (tipo IV).. As luvas de látex têm sido utilizadas desde o século dezenove para proteger os pacientes contra a transmissão de doenças infectocontagiosas. Entretanto, desde a década de 1980, o uso das luvas cresceu com a introdução das precauções padrão, principalmente devido ao surgimento do vírus HIV. Foram produzidas desde então luvas com alguns tipos de problemas, como excesso de talco e proteínas residuais, sendo estas tipicamente causadoras de reações alérgicas em indivíduos sensíveis ao latex. Ocorreu desde então o surgimento casos intraoperatórios de anafilaxia.. A maioria das dermatites de contato com látex ocorre nas mãos a partir do uso de luvas no ambiente de trabalho, obrigando a mudança de função.. Existem quatro tipos de dermatite de contato: irritativa, alérgica, fototóxica ...

Palavras chave: Dermatologia, sensibilização, imunoglobulina E, dermatite, eczema, reação alérgica, sensibilização

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa