Cheiros podem ajudar a identificar Alzheimer

16 de dezembro de 2004
Equipe Editorial Bibliomed

16 de dezembro de 2004. O cheiro de limão, menta e couro são três dos dez odores que podem ser utilizados como testes para identificar se uma pessoa tem propensão a desenvolver problemas como o mal de Alzheimer, de acordo com cientistas americanos. Pesquisadores da Universidade de Columbia testaram os odores em 150 pessoas com riscos de sofrer distúrbios nas chamadas funções cognitivas como observação, memória e atenção. As pessoas que começaram a desenvolver o mal de Alzheimer tiveram um desempenho fraco em identificar dez diferentes tipos de cheiros.

...

Palavras chave: identificar, odores, alzheimer, dez, mal, cognitivas observação, sofrer, funções cognitivas, funções cognitivas observação, pessoas, memória atenção, observação memória, pessoas,

 

Divulgação



conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 31 de maio de 2006
Açúcar em excesso na adolescência
Clipping / Publicado em 15 de maio de 2006
Prevenção e tratamento de demência vascular e doença de Alzheimer
Clipping / Publicado em 31 de março de 2006
Seios grandes também podem ser um problema
Clipping / Publicado em 23 de fevereiro de 2006
Envio de torpedos pode causar lesões, diz estudo
Clipping / Publicado em 23 de fevereiro de 2006
Remédios para hiperatividade podem aumentar risco cardíaco
Clipping / Publicado em 21 de junho de 2005
Início da vida sexual tem diferenças entre homens e mulheres, diz pesquisa
Clipping / Publicado em 9 de maio de 2005
Os genes de Deus
Clipping / Publicado em 17 de dezembro de 2003
Polícia paraguaia descobre novo tipo de maconha
Clipping / Publicado em 30 de outubro de 2003
Novos medicamentos contra Aids reconstroem sistema imunológico
Clipping / Publicado em 30 de outubro de 2003
Brasileiros criam técnica para amenizar cicatriz de queimadura


Assinantes


Esqueceu a senha?