Tratamento da gestante epilética e o risco de más formações fetais

13 de dezembro de 2004
Equipe Editorial Bibliomed

13 de dezembro de 2004. Desde 1963 tem sido estudada a correlação entre más formações congênitas e o uso de drogas antiepiléticas por gestantes. Embora não exista consenso sobre o tema, sabe-se que grávidas em uso de fármacos antiepiléticos têm risco aumentado de dar a luz a bebês mal formados (de 2 a 7 vezes o valor encontrado na população normal). Simpósio divulgado pela última edição da revista Epilepsia discute as peculiaridades do tratamento farmacológico de gestantes epiléticas. Baseados em resultados acumulados de diversos estudos sobre o assunto,...

Palavras chave: tratamento, gestantes, más, uso, divulgado, última, resultados acumulados, gestantes epiléticas, baseados em resultados acumulados, farmacológico, epiléticas baseados em, baseados em

 

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 13 de julho de 2007
Fusão minimamente invasiva de coluna lombar
Clipping / Publicado em 12 de julho de 2007
Células inflamatórias e perda óssea na artrite reumatóide
Clipping / Publicado em 2 de julho de 2007
Exposição ao sol pode ser insuficiente para garantir vitamina D
Clipping / Publicado em 6 de maio de 2005
Os males do fumo
Clipping / Publicado em 25 de abril de 2005
Holanda registra primeiro caso humano do mal da vaca louca
Clipping / Publicado em 2 de abril de 2004
Código genético da ratazana é decifrado
Clipping / Publicado em 7 de novembro de 2003
Poli i>versus /i> monoterapia na abordagem da endocardite estafilocóccica
Clipping / Publicado em 28 de agosto de 2003
Pesquisa liga drogas a danos cerebrais de longo prazo
Clipping / Publicado em 29 de abril de 2003
Brasil é convidado para congresso de doenças essenciais
Clipping / Publicado em 13 de março de 2003
Franceses descobrem novo tipo de linfócito T


Assinantes


Esqueceu a senha?