França começa a reembolsar mães que optarem pelo aborto

30 de novembro de 2004
Equipe Editorial Bibliomed

30 de novembro de 2004. A Previdência Social francesa começa a pagar nesta segunda-feira pelos medicamentos que permitem a interrupção voluntária da gravidez sem a necessidade de uma assistência hospitalar, 30 anos após a histórica lei que acabava com a prática clandestina do aborto na França.A partir de agora, os ginecologistas e médicos de família poderão receitar a mulheres grávidas comprimidos de "mifegyne", a antiga "RU 486", conhecida como "a pílula abortiva".

Fonte:

Palavras chave: aborto, começa, a antiga, de família, ginecologistas, poderão receitar, de família poderão, de família poderão receitar, mulheres grávidas, receitar mulheres, partir, françaa, compri

 

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 27 de abril de 2007
Pressão alta afeta 17 milhôes de brasileiros
Clipping / Publicado em 30 de junho de 2006
Grupo "desliga" desejo sexual em roedor
Clipping / Publicado em 10 de maio de 2006
Ver pessoas fumando afeta cérebro de fumante, diz estudo
Clipping / Publicado em 14 de outubro de 2005
O que é uma casa de parto?
Clipping / Publicado em 6 de outubro de 2005
Revistas trazem informações incompletas sobre nutrição
Clipping / Publicado em 13 de setembro de 2005
Cruz Vermelha busca mais 40 mil voluntários para esforços pós-Katrina
Clipping / Publicado em 16 de junho de 2005
Síndrome metabólica é mais prejudicial para mulheres que para homens, afirma estudo
Clipping / Publicado em 26 de novembro de 2004
Temor de suicídio entre jovens não deve interromper tratamento de pacientes deprimidos
Clipping / Publicado em 17 de setembro de 2003
Ressaca feminina é pior que masculina, diz pesquisa
Clipping / Publicado em 20 de fevereiro de 2003
Espanha tem 1º caso de síndrome do cheiro de peixe


Assinantes


Esqueceu a senha?