Estimulação do nervo occipital na cefaléia em salvas crônica resistente à medicação

27 de março de 2007
Equipe Editorial Bibliomed

27 de março de 2007 (Bibliomed). Cefaléia em salvas crônica resistente a drogas é um distúrbio devastador, para o qual foram tentados vários tratamentos sem sucesso. A estimulação do nervo occipital (ENO) é uma nova estratégia de abordagem e foi estudada em recente publicação do periódico Lancet Neurology. A técnica consiste na implantação de um neuroestimulador ipsilateral à cefaléia. Os resultados mostraram melhora significativa na freqüência e intensidade dos ataques de cefaléia. A maioria dos pacientes pôde reduzir, substancialmente, o tratamento medicamentoso preventivo....

Palavras chave: cefaléia, estimulação, resistente, salvas, nervo occipital, estimulação nervo occipital, estimulação nervo, cefaléia salvas, tratamento, implantação, nervo, mais, 2007, occipital, à,

 

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 6 de junho de 2006
Parto vaginal é fator de risco para distúrbios do assoalho pélvico
Clipping / Publicado em 18 de abril de 2006
Consumo de cerveja aumenta o risco de câncer do pulmão, diz estudo
Clipping / Publicado em 24 de novembro de 2005
Política contra o câncer buscará reforçar diagnóstico precoce, diz diretor do Inca
Clipping / Publicado em 8 de agosto de 2005
Cientistas americanos identificam células-tronco em placenta
Clipping / Publicado em 13 de janeiro de 2004
Hospital da USP faz 80% dos implantes de ''ouvido biônico'' no país
Clipping / Publicado em 7 de novembro de 2003
Moradores de São Gonçalo fazem manifestações por direito à saúde
Clipping / Publicado em 23 de abril de 2003
Acitretina e câmara artificial de bronzeamento apresentam bons resultados no tratamento da psoríase
Clipping / Publicado em 31 de março de 2003
Olho vivo
Clipping / Publicado em 26 de março de 2003
Hipovolemia leve ajuda a prevenir a hipotermia intra-operatória em cirurgia pediátrica
Clipping / Publicado em 13 de fevereiro de 2003
Doença celíaca é mais freqüente do que se acredita


Assinantes


Esqueceu a senha?