Publicidade

Publicidade

Publicidade

RESCULA 0,12%

Laboratório

Novartis Biociências S.a.

Principio ativo

UNOPROSTONA ISOPROPÍLICA

Classe

Composição

Cada ml contém 1,2 mg de unoprostona isopropílica. Excipientes: Cloreto de benzalcônio (conservante), polissorbato 80, cloreto de sódio, hidróxido de sódio, ácido clorídrico e água purificada estéril.

Apresentação

Colírio: Frasco conta-gotas contendo 5 ml de solução.

Indicações

Hipertensão ocular e glaucoma de ângulo aberto.

Contra indicações

Conhecida hipersensibilidade à unoprostona isopropílica ou a qualquer dos componentes da fórmula.

Posologia

Adultos e/ou crianças acima de 12 anos de idade: Aplicar 1 gota 2 vezes ao dia (pela manhã e à noite) no saco conjuntival do olho afetado. Idosos: Não há indicação de que a dosagem deva ser modificada para pacientes idosos.

Reações adversas

Reações oculares: Freqüentemente: hiperemia conjuntival, ceratite, erosão corneana e dor. Raramente: ceratite punctata, quemose, secreção, blefarodermatite, ardor, sensação de corpo estranho, visão turva e vermelhidão. Reações sistêmicas: Podem ocorrer os seguintes casos: dor de cabeça, pressão na cabeça, congestão nasal, boca seca, diminuição da sensibilidade na ponta da língua, náuseas, vômitos e palpitação. Essas reações adversas sistêmicas são consideradas, em geral, como não-relacionadas ao medicamento.

Interações medicamentosas

O colírio RESCULA deve ser utilizado apenas topicamente e a dosagem e orientações precisam ser corretamente seguidas. A pressão intra-ocular deve ser monitorizada regularmente durante o tratamento. O medicamento deve ser utilizado com cuidado em pacientes com as funções fisiológicas gerais afetadas por outras enfermidades graves, que não oculares. Quando forem utilizados outros produtos oftálmicos concomitantemente, deve-se aguardar um intervalo de pelo menos 5 minutos entre a aplicação ocular de cada medicação, de modo a evitar a eliminação da substância ativa dos olhos. Pacientes que utilizam lentes de contato: As lentes de contato devem ser recolocadas somente 15 minutos após a aplicação do colírio RESCULA. Gravidez e lactação: A segurança do produto não foi estudada na gravidez e lactação humana. O colírio RESCULA não deve ser, portanto, prescrito durante a gravidez, a menos que o benefício terapêutico esperado supere o risco potencial para o feto. A unoprostona isopropílica foi excretada no leite de ratas após aplicação IV. O colírio RESCULA não deve, portanto, ser utilizado por mulheres em fase de aleitamento. Crianças com menos de 12 anos: Não foi estabelecida a segurança do produto nessa faixa etária.
© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa