Publicidade

Publicidade

Publicidade

ERANZ

Laboratório

Lab. Wyeth-Whitehall Ltda. Unid. Oper. Whitehall

Principio ativo

DONEPEZIL, CLORIDRATO

Classe

Psicoses e Demência

Composição

Substância ativa: Cloridrato de donepezila. Excipientes: Lactose, amido de milho, celulose microcristalina, hidroxipropilcelulose, estearato de magnésio, corante Opadry branco (para a concentração 5 mg) e Opadry amarelo (para a concentração 10 mg).

Apresentação

ERANZ® 5 mg: Cartucho com 28 comprimidos revestidos. Cada comprimido contém 5 mg de cloridrato de donepezila equivalente a 4,56 mg de donepezila. ERANZ® 10 mg: Cartucho com 28 comprimidos revestidos. Cada comprimido contém 10 mg de cloridrato de donepezila equivalente a 9,12 mg de donepezila.

Indicações

ERANZ® (cloridrato de donepezila) é indicado para o tratamento da doença de Alzheimer de intensidade leve a moderada.

Contra indicações

ERANZ® (cloridrato de donepezila) está contra-indicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade ao cloridrato de donepezila ou a derivados de piperidina.

Posologia

As doses de 5 mg e 10 mg de ERANZ® (cloridrato de donepezila) mostraram ser eficazes em ensaios clínicos comparativos com placebo, administradas uma vez ao dia. A dose maior de 10 mg não trouxe um benefício maior, que fosse estatisticamente significante, em relação à dose de 5 mg. Há, porém, uma indicação, baseada na ordem da pontuação média para cada grupo e nas análises dos dados das tendências das doses extraídas desses estudos médicos, de que uma dose diária de 10 mg de ERANZ® (cloridrato de donepezila) poderá trazer benefícios adicionais a alguns pacientes. Conseqüentemente, usar uma dose de 10 mg será questão de preferência do médico e do paciente. Os resultados dos testes comparativos com placebo indicam que a dose de 10 mg, com incrementos efetuados ao longo de uma semana, poderá provavelmente causar uma incidência maior de efeitos adversos colinérgicos do que a dose de 5 mg. Em estudos abertos com incrementos de dose efetuados ao longo de 6 semanas, a freqüência desses mesmos efeitos adversos ficou igual entre os grupos que receberam doses de 5 mg e os que receberam 10 mg. Portanto, levando-se em conta que o estado de equilíbrio não se mantém por 15 dias e que a incidência de efeitos adversos pode ser influenciada pela velocidade da escalada da dose, o tratamento com 10 mg não deveria ser cogitado até que os pacientes tenham permanecido no regime de dose diária de 5 mg durante 4 a 6 semanas. ERANZ® (cloridrato de donepezila) deve ser tomado à noite, logo antes de deitar. ERANZ® (cloridrato de donepezila) poderá ser tomado com ou sem alimentos.

Reações adversas

Eventos adversos que determinaram a interrupção do tratamento: As taxas de interrupção em estudos clínicos controlados de ERANZ® (cloridrato de donepezila) devido a eventos adversos nos grupos de tratamento com 5 mg/dia foram comparáveis com àquelas dos grupos de tratamento com placebo em aproximadamente 5%. A taxa de interrupção em pacientes que receberam titulação de dose durante 7 dias de 5 mg/dia a 10 mg/dia foi superior a 13%. Os eventos adversos mais comuns que determinaram a interrupção do tratamento (ver Tabela 1) foram definidos como aqueles que ocorreram em pelo menos 2% dos pacientes e com incidência 2 vezes maior do que aquela observada nos pacientes que receberam placebo.

Interações medicamentosas

Carcinogênese, mutagênese, prejuízo da fertilidade: Estudos de carcinogenicidade com donepezila ainda não estão concluídos. ERANZ® (cloridrato de donepezila) não foi mutagênico no estudo de mutação reversa de Ames em bactérias. No teste de aberração cromossômica em células pulmonares de hamster chinês, alguns efeitos clastogênicos foram observados. Donepezila não foi clastogênica no teste do micronúcleo de camundongos in vivo. Donepezila não apresentou efeito na fertilidade de ratas com doses até 10 mg/kg/dia (aproximadamente 8 vezes a dose humana máxima recomendada em mg/m2). Gravidez: Estudos teratológicos conduzidos em ratos fêmeas grávidas que receberam doses de até 16 mg/kg/dia (aproximadamente 13 vezes a dose máxima recomendada para o ser humano na base de mg/m2) e em coelhos fêmeas grávidas que receberam doses de até 10 mg/kg/dia (aproximadamente 16 vezes a dose máxima recomendada para o ser humano na base de mg/m2) não revelaram qualquer evidência de um potencial teratogênico de donepezila. Entretanto, em um estudo no qual ratos fêmeas grávidas receberam 10 mg/kg/dia (cerca de 8 vezes a dose máxima recomendada para o ser humano na base de mg/m2) desde o dia 17 do início da gestação até o dia 20 pós-parto, houve um ligeiro aumento de natimortos e uma pequena diminuição na sobrevivência dos filhotes até o 4º dia após o parto, nesta dosagem; a dose imediatamente menor testada foi de 3 mg/kg/dia. Não existem estudos adequados ou bem controlados em mulheres grávidas. ERANZ® (cloridrato de donepezila) deve ser usado durante a gravidez somente se o benefício em potencial da medicação justificar o risco potencial para o feto. Uso na lactação: Não se sabe se donepezila é excretado no leite humano. ERANZ® (cloridrato de donepezila) não está indicado para uso em lactantes. Uso pediátrico: Não existem estudos adequados e bem controlados para documentar a segurança e a eficácia de ERANZ® (cloridrato de donepezila) em qualquer tipo de doença ocorrendo em crianças.
© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa