Manual de Anestesiologia Clínica - 4a. Ed. - Capítulo 25 - Anestesia para Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Martin Acquadro. . I. Anestesia para cirurgia ocular. . A. Considerações gerais. O manejo anestésico requer o conhecimento da fisiologia da pressão intra-ocular e do reflexo oculocardíaco, além das necessidades cirúrgicas específicas para cada procedimento.. . 1. A pressão intra-ocular (PIO) é determinada pela velocidade de produção do humor aquoso em relação à velocidade de sua drenagem (normal = 10-22 mmHg; anormal >= a 25 mmHg).. . a. Fatores que aumentam a pressão intra-ocular. Movimento do paciente, tosse, reação, vômito, congestão venosa, hipercarbia, tono muscular aumentado e hipertensão.. . b. Fatores que diminuem a pressão intra-ocular. Drogas (p. ex., depressores do sistema nervoso central, bloqueadores ganglionares, manitol, acetazolamida), hiperventilação e hipotermia.. . 2. O glaucoma caracteriza-se pelo aumento da PIO, que eventualmente leva a lesão do nervo óptico e perda da visão. É a segunda causa de cegueira nos Estados Unidos.. . a. Glaucoma de ângulo aberto em geral aparece pela obstrução crônica da drenagem do humor aquoso e se caracteriza por um curso....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa