buscar

resultado

informação buscada: analgesia
total de (648) resultados
  • Analgesia epidural controlada pelo paciente após cirurgia da coluna lombar

    17 de outubro de 2008 (Bibliomed). A cirurgia de coluna vertebral permanece sendo um dos procedimentos mais comuns para pacientes com uma ampla variedade de distúrbios espinhais. A dor pós-operatória experimentada pelos pacientes é de intensidade moderada a intensa. Uma publicação da revista Journal of Neurosurgical Anesthesiology (outubro de 2008) revisou casos de cirurgia de coluna lombar em que se usou analgesia epidural controlada pelo paciente (AECP) baseada em anestésicos locais e

    Notícias / Publicado em 17 de outubro de 2008
  • Pacientes cirúrgicos melhoram mais rápido quando deixam de fumar

    27 de julho de 2005. Precisar se submeter a uma cirurgia eletiva é uma boa ocasião para que pacientes tabagistas abandonem o vício, afirmam pesquisadores da respeitada Mayo Clinic, nos EUA. Segundo eles, milhões de pacientes tabagistas se submetem a cirurgias todos os anos. O abandono do vício antes das intervenções cirúrgicas traz benefícios para a recuperação pós-operatória, notadamente na função respiratória e na circulação sanguínea. Hoje, de acordo com a revista especializada Anesthesia

    Clipping / Publicado em 27 de julho de 2005
  • Adição de midazolam à infusão epidural contínua de bupivacaína pós-operatória em crianças submetidas a cirurgia abdominal alta e do flanco

    24 de abril de 2009 (Bibliomed). O periódico Journal of Clinical Anesthesia traz um estudo, realizado por cientistas da Índia, que investigou o efeito da adição de midazolam à infusão epidural contínua de bupivacaína para a analgesia pós-operatória de crianças. No total, 44 crianças ASA I e II, com 2 a 10 anos, foram submetidas a cirurgia eletiva do abdome superior e flanco. Ao final da cirurgia, a amostra foi alocada aleatoriamente para receber infusão epidural de bupivacaína isolada (grupo

    Clipping / Publicado em 24 de abril de 2009
  • Comparação da injeção endovenosa de oxicodona e morfina analgesia controlada pelo paciente após histerectomia laparoscópica

    01 de outubro de 2009 (Bibliomed). Pesquisadores noruegueses investigaram as doses necessárias, o alívio da dor e os efeitos adversos da oxicodona em comparação com a morfina na dor visceral pós-operatória. A oxicodona ou morfina EV foram administradas a 91 mulheres antes do fim de uma histerectomia laparoscópica e depois continuadas num sistema de analgesia controlada pelo paciente durante 24 horas após o procedimento. O nível acumulado de consumo de oxicodona foi menor do que o de

    Clipping / Publicado em 1 de outubro de 2009
  • Anestesiologia Materno-Infantil - Capítulo 08 - Técnicas de anestesia regional - Maria Célia Ferreira da Costa ; Luciana Cavalcanti Lima

    IMIP-Anestesia_-_cap-08 Daniela Bianchi Garcia Gomes. •Sérgio Bernardo Tenório. INTRODUÇÃO. A anestesia regional tem se tornado um componente indispensável e satisfatório no manuseio cirúrgico dos pacientes pediátricos, sendo, em muitos casos, considerada a melhor opção para promover o alívio

    Livro / Publicado em 26 de abril de 2017
  • Versão externa do feto é mais bem sucedida se utilizada analgesia epidural - Obstet Gynecol 2000;95:648-651

    Para determinar se a analgesia epidural é capaz de melhor o índice de sucesso da versão cefálica externa e a probabilidade de um parto vaginal, médicos do estado americano do Havaí realizaram um estudo randomizado a respeito, em 108 pacientes. O estudo foi conduzido pelo Dr. Michael K. Yancey e seus colaboradores do Centro Médico Tripler Army, em Honolulu, Havaí. Os resultados foram publicados na edição de maio de 2000 da revista Obstetrics and Gynecology.. Foram randomizadas 108 pacientes

    Literatura médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Versão externa do feto é mais bem sucedida se utilizada analgesia epidural - Obstet Gynecol 2000;95:648-651

    Para determinar se a analgesia epidural é capaz de melhor o índice de sucesso da versão cefálica externa e a probabilidade de um parto vaginal, médicos do estado americano do Havaí realizaram um estudo randomizado a respeito, em 108 pacientes. O estudo foi conduzido pelo Dr. Michael K. Yancey e seus colaboradores do Centro Médico Tripler Army, em Honolulu, Havaí. Os resultados foram publicados na edição de maio de 2000 da revista Obstetrics and Gynecology.. Foram randomizadas 108 pacientes

    Literatura médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Anestesiologia Materno-Infantil - Capítulo 28 - Anestesia para cesariana - Maria Célia Ferreira da Costa ; Luciana Cavalcanti Lima

    IMIP-Anestesia - cap-28 Jadielson Higino de Almeida . Aumério Silva das Chagas. INTRODUÇÃO. No Brasil, a incidência de cesarianas é uma das mais altas do mundo, somando 36% dos partos realizados. Em algumas instituições particulares, esses índices podem chegar a 80 a 90% dos nascimentos.. São indicações de cesariana: desproporção cefalopélvica, sofrimento fetal agudo, distocia de progressão, apresentação pélvica, macrossomia fetal, feto em situação

    Livro / Publicado em 26 de abril de 2017
  • Manual de Anestesiologia Clínica - 4a. Ed. - Capítulo 37 - Dor - J. Kenneth F. Eckhardt ; Willian A Parese

    Kenneth Blazier. I. Dor e o anestesiologista. A. Dor aguda. O anestesiologista desempenha um papel especial no tratamento da dor aguda. O bloqueio peroperatório dos estímulos aferentes, ou a resposta central a eles, é a característica do manejo anestésico bem-sucedido. Logo que o paciente deixa a unidade de cuidados pós-anestésicos (UCPA), a responsabilidade do manejo analgésico posterior compete a um grupo de clínicos, no qual o anestesiologista desempenha um papel maior. Novas técnicas,

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Eficácia da adição de clonidina à morfina intratecal para dor aguda pós-operatória

    11 de janeiro de 2013 (Bibliomed). A clonidina pode ser usada junto com a morfina intratecal para uma dose única de analgesia pós-operatória em adultos. A eficácia, dessa, não é clara. Uma meta-análise foi realizada para dois desfechos de eficácia: o tempo para solicitação da primeira analgesia pós-operatória e a quantidade de morfina sistêmica utilizada durante as primeiras 24 horas após a operação. A clonidina aumentou a duração da analgesia em 1,63h [IC 95%: 0,93-2,33]. Existe uma probabilidade

    Notícias / Publicado em 7 de Janeiro de 2013
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa