analgesia

buscar

resultado

informação buscada: analgesia
total de (585) resultados
  • Terapia Intensiva em Pediatria - Seção 14 - Sedação, Analgesia e Bloqueadores Neuromusculares- Capítulo 59 - Sedação, Analgesia, Bloqueio Neuromuscular e Síndrome de Abstinência - Maria do Carmo M. B. Duarte; Zelma de Fátima C. Pessôa; Adriana Maria R. de Amorim; Maria Júlia G. de Mello; Mônica Menezes Lins

    Zelma de Fátima C. Pessôa . “Hoje eu quero paz de criança dormindo...” Dolores Duran . Introdução . A partir de 1995, considerando as recomendações do American College of Critical Care Medicine (AACCM), da Society of Critical Care Medicine (SCCM), o uso apropriado de sedativos, analgésicos e bloqueadores neuromusculares (BNM) constitui um objetivo universal entre os intensivistas pediátricos, uma vez que pacientes admitidos em salas de terapia intensiva são continuamente submetidos

    Livro / Publicado em 6 de novembro de 2012
  • Anestesia epidural é melhor para alívio da dor no parto do que analgesia com remifentanil

    08 de abril de 2015 (Bibliomed). Para determinar a satisfação das mulheres com o alívio da dor por meio de analgesia controlada pelo paciente com remifentanil em comparação com analgesia epidural durante o parto, pesquisadores holandeses realizaram um ensaio clínico randomizado de equivalência multicêntrico em 15 hospitais de seu país. O estudo foi publicado na revista BMJ.. As participantes tinham um risco obstétrico intermediário a alto, e tinham a intenção terem um parto por via vaginal. Para

    Clipping / Publicado em 8 de abril de 2015
  • Tramadol é eficiente na redução da necessidade de analgesia pós-operatória

    29 de outubro de 2004. Estudos recentes têm demonstrado que o tramadol é um anestésico eficaz em pequenas cirurgias. Uma pesquisa, publicada no Anesthesia & Analgesia comparou a eficácia do tramadol (2mg/kg) com a da lidocaína (1mg/kg) na analgesia pós-operatória. Foram estudados 40 pacientes que receberam injeção subcutânea de um dos anestésicos. Nas primeiras 24 horas pós-operatórias, 18 de 20 pacientes que receberam tramadol não necessitaram de analgesia adicional, enquanto

    Clipping / Publicado em 29 de outubro de 2004
  • Estudo desvincula dor lombar pós-parto da analgesia epidural

    27 de Agosto de 2002 (Bibliomed). Ao contrário do que era geralmente aceito, mulheres que recebem analgesia epidural durante o trabalho de parto não estão mais propensas a apresentar dor lombar persistente do que aquelas que não recebem este tipo de analgesia. A conclusão provém de um estudo feito na Inglaterra por médicos do North Staffordshire Hospital em Stoke-on-Trent.. Pesquisas anteriores relacionaram a infusão de anestésicos no espaço epidural com a dor lombar persistente pós-parto.

    Notícias / Publicado em 27 de agosto de 2002
  • Curso Básico de Oncologia do Hospital A. C. Camargo - 1ª Ed. - Capítulo 17 - Dor Oncológica - Francisco Ricardo Gualda Coelho

    Capítulo 17 - Dor Oncológica José Oswaldo de Oliveira Jr. Introdução A Associação Internacional para o Estudo da Dor a define como sendo uma experiência sensorial e emocional desagradável que associamos a ocorrência de lesão tecidual ou como tal a descrevemos. A modalidade dor destaca-se do conjunto sensorial pelo seu fundamental valor biológico de sinalização de fontes de estímulos agressivos, danosos ou potencialmente danosos, e principalmente

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Analgesia epidural controlada pelo paciente após cirurgia da coluna lombar

    17 de outubro de 2008 (Bibliomed). A cirurgia de coluna vertebral permanece sendo um dos procedimentos mais comuns para pacientes com uma ampla variedade de distúrbios espinhais. A dor pós-operatória experimentada pelos pacientes é de intensidade moderada a intensa. Uma publicação da revista Journal of Neurosurgical Anesthesiology (outubro de 2008) revisou casos de cirurgia de coluna lombar em que se usou analgesia epidural controlada pelo paciente (AECP) baseada em anestésicos locais e

    Notícias / Publicado em 17 de outubro de 2008
  • Pacientes cirúrgicos melhoram mais rápido quando deixam de fumar

    27 de julho de 2005. Precisar se submeter a uma cirurgia eletiva é uma boa ocasião para que pacientes tabagistas abandonem o vício, afirmam pesquisadores da respeitada Mayo Clinic, nos EUA. Segundo eles, milhões de pacientes tabagistas se submetem a cirurgias todos os anos. O abandono do vício antes das intervenções cirúrgicas traz benefícios para a recuperação pós-operatória, notadamente na função respiratória e na circulação sanguínea. Hoje, de acordo com a revista especializada Anesthesia

    Clipping / Publicado em 27 de julho de 2005
  • Adição de midazolam à infusão epidural contínua de bupivacaína pós-operatória em crianças submetidas a cirurgia abdominal alta e do flanco

    24 de abril de 2009 (Bibliomed). O periódico Journal of Clinical Anesthesia traz um estudo, realizado por cientistas da Índia, que investigou o efeito da adição de midazolam à infusão epidural contínua de bupivacaína para a analgesia pós-operatória de crianças. No total, 44 crianças ASA I e II, com 2 a 10 anos, foram submetidas a cirurgia eletiva do abdome superior e flanco. Ao final da cirurgia, a amostra foi alocada aleatoriamente para receber infusão epidural de bupivacaína isolada (grupo

    Clipping / Publicado em 24 de abril de 2009
  • Comparação da injeção endovenosa de oxicodona e morfina analgesia controlada pelo paciente após histerectomia laparoscópica

    01 de outubro de 2009 (Bibliomed). Pesquisadores noruegueses investigaram as doses necessárias, o alívio da dor e os efeitos adversos da oxicodona em comparação com a morfina na dor visceral pós-operatória. A oxicodona ou morfina EV foram administradas a 91 mulheres antes do fim de uma histerectomia laparoscópica e depois continuadas num sistema de analgesia controlada pelo paciente durante 24 horas após o procedimento. O nível acumulado de consumo de oxicodona foi menor do que o de

    Clipping / Publicado em 1 de outubro de 2009
  • Versão externa do feto é mais bem sucedida se utilizada analgesia epidural - Obstet Gynecol 2000;95:648-651

    Para determinar se a analgesia epidural é capaz de melhor o índice de sucesso da versão cefálica externa e a probabilidade de um parto vaginal, médicos do estado americano do Havaí realizaram um estudo randomizado a respeito, em 108 pacientes. O estudo foi conduzido pelo Dr. Michael K. Yancey e seus colaboradores do Centro Médico Tripler Army, em Honolulu, Havaí. Os resultados foram publicados na edição de maio de 2000 da revista Obstetrics and Gynecology.. Foram randomizadas 108 pacientes

    Literatura médica / Publicado em 13 de julho de 2010
< anterior de 59 próxima >
© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa