Endocrinologia e Diabetes - Parte 03 – Doenças da Tireóide – Capítulo 21 – Carcinomas Diferenciados de Tireóide

Rosa Paula Mello Biscolla Rui Monteiro de Barros Maciel . Introdução . Os tumores malignos da tireóide são raros e apresentam quadro clínico extremamente variável, desde aqueles com crescimento muito lento e compatível com expectativa de vida normal, até aqueles com péssima evolução e que causam o óbito em semanas ou meses. Têm como origem três tipos diferentes de células: as foliculares, as para-foliculares e as de origem não-tireoidiana. As células foliculares, que constituem a quase-totalidade dos elementos celulares da tireóide, são responsáveis por cerca de 90% dos carcinomas tireoidianos. Os tumores de origem folicular podem ser diferenciados (>90%) ou indiferenciados, ou anaplásicos (em torno de 5% a 10%). Os diferenciados são subdivididos em dois grupos, os papilíferos e os foliculares. . Outro tipo de tumor encontrado na tireóide é o carcinoma medular, que tem como origem as células para-foliculares, produtoras de calcitonina, representam cerca de 5% dos carcinomas tireoidianos e podem ser esporádicos ou associados à neoplasia endócrina múltipla (NEM) tipo 2A e tipo 2B. Outros tumores que podem acometer....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?