Hipoglicemia

Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução. - Causas. - Sintomas. - Variedades. - Avaliação . - Tratamento. - Recomendações gerais para o paciente Hipoglicêmico. - Conclusão. - Referências bibliográficas. Introdução. A glicose é um nutriente essencial para o cérebro e, quando em níveis muito baixo, pode causar encefalopatia com o potencial de produzir lesões neurológicas a longo prazo. Hipoglicemia é definida como níveis plasmáticos de glicose abaixo de 50 mg/dl e o paciente pode ser assintomático. Ocorre em todas as faixas etárias, com incidência de aproximadamente 1 caso a cada 1000 pessoas. Confusões diagnósticas e sub-valorização das queixas são aspectos relativamente comuns nos casos de Hipoglicemia, sendo necessário um bom índice de suspeita para detectar o distúrbio e tratar adequadamente o paciente.. O risco de hipoglicemia com o uso de agentes anti-hiperglicêmicos é um fator limitativo importante no tratamento do diabetes mellitus de tipo 1 (DM1) e tipo 2 (DM2). Enquanto hipoglicemia é mais comum no DM1, a incidência é elevada em pacientes com DM2 ...

Palavras chave: Hipoglicemia, insulina, diabetes, sintomas, glicose, hipoglicemiantes orais, etiologia

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Hipoglicemia Hipoglicemia, insulina, diabetes, sintomas, glicose, hipoglicemiantes orais, etiologia',@type='ARTICLE', @libdocidant=13312, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?