Uma comparação randomizada das intervenções coronárias percutâneas e das cirurgias de revascularização miocárdica sem extracorpórea: o estudo OctoStent


Equipe Editorial Bibliomed

Equipe Editorial Bibliomed. . - Introdução. - O Estudo OctoStent. - Conclusões. - Referências. Introdução. . O papel de intervenção coronária percutânea e da cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) se encontra hoje relativamente bem estabelecido. Atualmente, a intervenção coronária percutânea é o modo preferido de revascularização coronária devido à eficácia das novas técnicas de intervenção percutâneas, novos dispositivos, e ajuda farmacológica com novos medicamentos. No campo de revascularização cirúrgica, um das mais recentes inovações foi o desenvolvimento da cirurgia de revascularização miocárdica sem circulação extracorpórea, se acreditando que com esta técnica possa ser diminuída a lesão de outros órgãos, e a morbidade e a mortalidade de causas não-cardíacas. Além disso, diminui a duração da permanência hospitalar e seus custos associados. A introdução de estabilizadores cardíacos durante este tipo de cirurgia melhorou a qualidade técnica das anastomoses dos enxertos nas artérias coronárias, e o uso simultâneo de enxertos arteriais aumentou a eficácia desta técnica.. . Com a finalidade de determinar ...

Palavras chave: , estudo, intervenção, crm, percutânea, revascularização, pacientes, cec, de, crm cec, n =, 1, , cirurgia, coronária, n, enxertos, =, intervenção coronária percutânea, coronária percutânea,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa