Farmacoterapia na Doença Arterial Periférica (DAP)


Equipe Editorial Bibliomed

Uma revisão da faramacoterapia na Doença Arterial Periférica foi apresentada na 49a sessão do American College of Cardiology em Anaheim, California, pelo Dr. Mark A. Creager, do Brigham and Women's Hospital, de Boston.. . Objetivos da farmacoterapia. . O Dr. Creager considerou como principais objetivos a se obter com a farmacoterapia: . . - Diminuir a morbidade e a mortalidade . - Melhorar a qualidade de vida, aí incluindo: diminuir a claudicação; eliminar a dor de repouso; preservar o membro. . . Para reduzir a morbi/mortalidade, são necessários: . . - Modificação nos fatores de risco (glicose, colesterol, etc) . - Uso de inibidores da ECA no controle da hipertensão e insuficiência cardíaca . - Uso de drogas antiplaquetárias, predominantemente a aspirinina. . . Drogas utilizadas. . São drogas aprovadas pelo FDA para o tratamento da isquemia dos membros inferiores na DAP: . . - Pentoxifilina . - Cilostazol . . A pentoxifilina pode melhorar o fluxo sangüíneo através da microcirculação; com o seu uso, observa-se uma melhora de cerca de 25% na claudicação.. . Já o cilostazol, através de sua ação vasodilatadora, melhora bastante a claudicação. Trabalhos recentes tem demosntrado uma excelente resposta com esta droga, administrada na dose de 100 mg, duas vezes ao dia, com efeito bastante superior ao da pentoxifilina, segundo ...

Palavras chave: -, dr, creager, dr creager, -, melhorar, cilostazol, vezes, não, melhora, é, - uso, american college, doença arterial periférica, exercício supervisionado, observa-se, através, cardíaca, 3, pentoxifilina,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa