Sala de Emergência - Protocolos de Atendimento em Emergências - Capítulo 09 - AVE (isquêmico)

“A pior doença: a indiferença”. . O que fazer no paciente com déficit neurológico de início súbito, na emergência? . . 1. Internação hospitalar. . 2. TC de crânio sem contraste (para afastar AVE hemorrágico). . 3. Cabeceira a 30 graus (para evitar broncoaspiração). . 4. Dieta zero nas primeiras 24 horas (para evitar broncoaspiração). . 5. Hidratação venosa salina (p. ex., RL 1.000mL + KCl). . 6. Depois de verificar sinais vitais e exame neurológico: . • HGT (glicemia capilar). . • Hemograma. . • Bioquímica. . 7. Manter glicemia entre 75 e 200mg/dL. . 8. Tratar hipoglicemia e febre, agressivamente, caso presentes (po­dem aumentar a lesão neuronal). . 9. ECG (descartar AVE cardioembólico – procurar por fibrilação atrial). . 10. Enoxiparina 0,5mg/kg/dia (SC) ou heparina profilática 5.000UI (SC) 12/12h. . 11. AAS 100 a 325mg/dia (VO) – somente na fase aguda do AVE isquêmico; nunca no hemorrágico. . 12. Repetir TC de crânio em 24 a 72 horas (em alguns casos, as isque­mias podem surgir somente depois desse período). . 13.....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa