Papel das células inflamatórias alérgicas na doença arterial coronariana - Circulation. 2018;138:1736–1748.

Giampaolo Niccoli, Rocco Montone, Vito Sabato e Filippo Crea

A inflamação é uma ocorrência importante tanto para o início e progressão da doença arterial coronariana quanto para a instabilidade da placa coronariana. Além disso, a inflamação contribui para a trombose do stent e a re-estenose intra-stent após a intervenção coronária percutânea. Nas últimas décadas, a maioria dos estudos avaliou o envolvimento de efetores celulares de respostas inflamatórias clássicas, como monócitos/macrófagos, neutrófilos e células T. No entanto, além da inflamação clássica, evidências crescentes derivadas de estudos experimentais e clínicos sugerem um papel importante, muitas vezes não reconhecido, para células efetoras de inflamação alérgica tanto na patogênese da doença arterial coronariana quanto em eventos adversos após o implante de stents....

Palavras chave: Cardiologia, doença coronariana, placa instável, monócitos, macrófagos, neutrófilos, células T.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 27 de junho de 2000

Proteína C Reativa - Um Novo Fator de Risco Cardiovascular

Artigo / Publicado em 3 de novembro de 2000

Fisiopatologia da Doença Coronária em Relação ao Grau de Estenose

Artigo / Publicado em 17 de julho de 2000

Estatinas e Aterosclerose

Artigo / Publicado em 15 de abril de 2014

Aterosclerose em pacientes com HIV

Artigo / Publicado em 16 de maio de 2006

Marcadores Inflamatórios nas Síndromes Coronarianas Agudas - Parte II

Artigo / Publicado em 4 de junho de 2010

Marcadores cardíacos

Artigo / Publicado em 12 de maio de 2006

Marcadores Inflamatórios nas Síndromes Coronarianas Agudas - Parte I

Notícia / Publicada em 17 de dezembro de 2012

Pesquisadores encontram evidência de interrupção genética em células T de crianças com alergias alimentares

Notícia / Publicada em 13 de outubro de 2004

Marcadores inflamatórios e rápida progressão da doença arterial coronariana em pacientes com angina estável

Notícia / Publicada em 12 de setembro de 2000

Proteína C Reativa Elevada Associada à Vasodilatação Endotelial Prejudicada



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa