Hérnia Diafragmática

Equipe Editorial Bibliomed

- Introdução. - Incidência e Etiologia. - Fisiopatologia. - Quadro Clínico. - Referências Bibliográficas. Introdução. Com o advento da radiologia clínica, tornou-se evidente que a hérnia diafragmática é uma anormalidade relativamente comum, nem sempre acompanhada de sintomatologia. Três tipos de hérnias de hiato esofágico podem ser identificados: (1) hérnia por deslizamento, ou tipo I, caracterizada por deslocamento superior do cárdia no mediastino posterior; (2) hérnia paraesofágica, ou tipo II, caracterizada por deslocamento superior do fundo gástrico, ao lado do cárdia normoposicionada; e (3) hérnia combinada, deslizamento-paraesofágica, ou tipo III, caracterizada pelo deslocamento tanto do fundo gástrico quanto do cárdia.. O estágio final das hérnias tipos I e II ocorrem quando todo o estômago migra para dentro da cavidade torácica, por rotação de 180º em torno de seu eixo longitudinal, tendo o cárdia e o piloro como pontos fixos. Nessa situação, dá-se o nome de estômago intratorácico.. Incidência e Etiologia. A incidência real de hérnia hiatal, na população geral, é difícil de estimar, devido à ausência ...

Palavras chave: Hérnia, deslizamento, cárdia, diafragmátoca, paraesofágica, hiato, fáscia, incidência, tratamento

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Search_LibdocFree @SearchWordsAux='Hérnia Diafragmática Hérnia, deslizamento, cárdia, diafragmátoca, paraesofágica, hiato, fáscia, incidência, tratamento',@type='ARTICLE', @libdocidant=15582, @max_rows=10, @key_rank=0


Assinantes


Esqueceu a senha?