Estratégias para a construção do plano assistencial para a enfermagem HC/UFMG


Equipe Editorial Bibliomed

Marlene Clarett da Silva Reis. Márcia Eller Miranda Salviano. Maria de Fátima Seixas S. e Silva. Amália Augusta Nunes. Elizabeth S. Figueiredo. . 1 - Introdução. . 1.1 - Aspectos Históricos. . Ao longo do seu percurso, a enfermagem do Hospital das Clínicas vivenciou varias formas de organização buscando adequar-se aos diferentes modelos assistenciais. Raras são as provas documentais encontradas, que versam sobre as formas de organização, e as diferentes formas de assistir e de cuidar, praticadas pelos profissionais o que pode estar refletindo uma escassa experiência em sistematizar, produzir e difundir os produtos do trabalho da enfermagem articulado na produção dos demais profissionais. De 1928 até 1976, era o Departamento de Enfermagem do HC-UFMG, que gerenciava a enfermagem, cujo regimento assegurava administração própria e autonomia profissional.. . Nos anos de 1973 e 1974 houve uma reforma curricular da Faculdade de Medicina da UFMG, provocando mudanças na estrutura do HC, que até então era administrado apenas em função do ensino. As mudanças evoluíram para a adoção do "Sistema de Cuidado Progressivo ao Paciente", no qual o atendimento ao paciente hospitalizado estava centrado na demanda dos cuidados de enfermagem.. . Em 1976, com a criação do Regimento dos Setores Operativos e Subsidiários do HC, extingue-se o Departamento de Enfermagem, ...

Palavras chave: enfermagem, organização, estrutura, autonomia, então, unidade, serviço, formas, atribuições, enfermagem órgão, trabalho enfermagem, departamento enfermagem, assistência, formas organização, estratégias, coordenadoria, trabalho, supervisores, hospital, ten

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa