Doenças Venosas - Capítulo 01 - Marcos fundamentais, seixos e grãos de areia

O tempo e a apreciação crítica dos nossos sucessores determinarão quais dos trabalhos sobre doença venosa publicados nesse século representaram contribuições significativas para o progresso dos nossos conhecimentos e entendimento. Mesmo o menor dos trabalhos ajuda a ampliar nosso conhecimento. A mais bela mansão necessita dos grãos de areia do seu cimento para sustentar os tijolos e sua base ou seus alicerces.. Este capítulo relaciona, em ordem cronológica, as publicações que acreditamos terem contribuído para a ampliação do nosso conhecimento provisório. Esses trabalhos demonstram que o homem tinha significativos conhecimentos empíricos acerca dos problemas venosos há pelo menos 2000 anos, mas que o estudo efetivo dos processos fisiológicos e patológicos envolvidos deveria aguardar o maior de todos os avanços, qual seja, a descrição da circulação sangüínea por William Harvey.. A história começa no Egito antigo.. 1550 a. C.. A primeira publicação "venosa"?. O papiro de Ebers foi escrito no ano de 1550 a. C. Uma das suas seções contém a descrição de três tipos de caroços e também a sugestão....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 25 de setembro de 2018

Patogênese da osteonecrose da cabeça femoral

Artigo / Publicado em 9 de agosto de 2012

Respostas cardiovasculares a estressores fisiológicos

Artigo / Publicado em 22 de novembro de 2016

Trombose Venosa Profunda: os critérios de Wells

Notícia / Publicada em 27 de janeiro de 2014

Diferenças por gênero no risco de trombose venosa

Notícia / Publicada em 30 de setembro de 2013

Compressão pneumática intermitente é útil na prevenção do tromboembolismo

Notícia / Publicada em 22 de abril de 2013

Mulheres tabagistas tem maior risco de trombose venosa profunda

Notícia / Publicada em 25 de novembro de 2012

Aspirina pode evitar recorrência do tromboembolismo venoso

Notícia / Publicada em 13 de outubro de 2011

Tratamento clínico especializado ajuda a prevenir o agravamento da Insuficiência Venosa Crônica Severa Pós-Trombótica

Notícia / Publicada em 6 de abril de 2010

Risco de TVP é baixo após ultrassom negativo

Notícia / Publicada em 24 de dezembro de 2003

Um por cento dos passageiros de aviões desenvolve trombose venosa profunda



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa