Clínica Médica Vol. 1 - Nº 1 - Infecção Hospitalar - Capítulo 06 - Controle de Infecção em Ambulatórios

Elaine Alvarenga de Almeida. Marlice Hallak Martins da Costa. Introdução. As dificuldades no controle de infecção ambulatorial têm levado ao aparecimento de surtos nessas unidades. As precauções básicas de controle que se aplicam em centros de diálise e fisioterapia e a prevenção da transmissão de patógenos nos ambulatórios são de extrema importância. . A modernização tecnológica tem permitido aos profissionais de saúde finalizar muitos diagnósticos e realizar procedimentos terapêuticos nos ambulatórios. Além disso, boa parte dos pacientes ou responsáveis insiste em que muitos cuidados médicos sejam oferecidos fora dos hospitais, ocorrendo aumento progressivo de atendimento ambulatorial. Por exemplo, nos EUA, 80%-90% de todo tratamento de câncer acontece no ambulatório e 52% das cirurgias hospitalares são realizadas nos centros cirúrgicos ambulatoriais. Estima-se que, no ano 2000, aproximadamente 80% das cirurgias ocorreram no ambulatório. Concomitantemente, nos EUA, o número de leitos tem sido reduzido em torno de 20% nos últimos 10 anos, e a expectativa é de que se reduzam mais 20% a 30% nos próximos 10 anos. .

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa