Ressincronização cardíaca não parece ter benefício em pacientes com fibrilação atrial permanente
10 de outubro de 2012
Equipe Editorial Bibliomed

10 de outubro de 2012 (Bibliomed). A ressincronização cardíaca (CRT) prolonga a sobrevida em pacientes com insuficiência cardíaca sistólica e prolongamento do QRS. No entanto, a maioria dos estudos excluiu pacientes com fibrilação atrial permanente. O estudo “The Resynchronization for Ambulatory Heart Failure Trial (RAFT)“ randomizou pacientes para um cardioversor-desfibrilador implantável (CDI) ou CDI + CRT, estratificados pela presença de fibrilação atrial permanente. Pacientes com fibrilação atrial permanente foram randomizados para CRT-CDI (n = 114)...

Palavras chave: terapia de ressincronização cardíaca, insuficiência cardíaca, CRT-CDI

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?