Direitos humanos foram relegados a segundo plano pela "Guerra ao Terror"

30 de maio de 2006
Equipe Editorial Bibliomed

30 de maio de 2006 (Bibliomed). A "guerra ao terror" dos Estados Unidos e do Reino Unido desviou a atenção do mundo acerca dos direitos humanos das pessoas, disse um novo relatório divulgado pela Anistia Internacional.

O relatório acerca do estado em que se encontram os direitos humanos no mundo descreve, em mais de 300 páginas, violações ocorridas em 150 países. Estas violações variam desde a violência contra as mulheres e tráfico de seres humanos, até a escassez de alimentos e migrações resultantes de guerras.

Palavras chave: humanos, relatório, direitos, anistia, internacional, anistia internacional, "guerra terror", direitos humanos, "guerra, mundo, violações, acerca, mais, terror", países crise, países crise direitos, são, está, democrática, república,

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Notícia / Publicada em 27 de novembro de 2017

Estudos sobre malefícios do açúcar foram ocultados por cerca de 50 anos

Notícia / Publicada em 23 de fevereiro de 2016

Videogames chegam ao ensino médico nos Estados Unidos

Notícia / Publicada em 2 de fevereiro de 2016

OMS declara a epidemia pelo vírus Zika uma emergência de saúde pública mundial

Notícia / Publicada em 8 de setembro de 2014

O que faz as pessoas falarem sobre antibióticos nas redes sociais?

Notícia / Publicada em 5 de agosto de 2013

Associação de lesões por HPV e a infecção pelo HIV

Notícia / Publicada em 29 de dezembro de 2010

Estresse de guerra não aumenta a mortalidade geral

Notícia / Publicada em 23 de agosto de 2006

Estresse pós-traumático afeta 19% dos veteranos do Vietnã

Notícia / Publicada em 3 de abril de 2001

Brasil: Pólio Está Próxima de Ser Erradicada no Mundo

Notícia / Publicada em 17 de julho de 2000

Norma Nacional que Regula Pesquisa Científica com Seres Humanos é a Mais Abrangente do Mundo



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa