Ambulatório da USP estuda jogadores patológicos

24 de julho de 2001
Equipe Editorial Bibliomed

Belo Horizonte, 24 de Julho de 2001 (eHealthLA). O Instituto de Psiquiatria da USP divulgou recentemente os resultados iniciais de uma pesquisa realizada pelo Ambulatório do Jogo Patológico (AMJO) com jogadores viciados em jogos de azar que envolvem apostas em dinheiro, como bingos, loterias, corridas de cavalo e cassino.

Segundo a pesquisa, a personalidade do jogador é uma composição de estima por novos e variados estímulos de temor ao dano físico ou moral. O estudo avaliou as semelhanças entre os sintomas dos jogadores patológicos e os portadores do...

Palavras chave: jogadores, jogo, pesquisa, dependentes, jogadores patológicos, transtorno, toc, patológicos, usp, está, ambulatório, são, portadores, patológicos portadores, ambulatório jogo patológico, portadores toc, jogo patológico, também, homens, mais,

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Notícia / Publicada em 10 de outubro de 2016

Jogos de vídeo em escolares: quanto é o bastante?

Notícia / Publicada em 26 de setembro de 2016

Jogar Pokemon GO e dirigir representa um risco de acidentes

Notícia / Publicada em 31 de março de 2014

Concussão em jogadoras de futebol feminino em escolas de Ensino Fundamental

Notícia / Publicada em 5 de agosto de 2013

Efeito das lesões na performance de times profissionais de futebol

Notícia / Publicada em 22 de fevereiro de 2011

Jogadores patológicos têm altas taxas de transtornos mentais comórbidos

Notícia / Publicada em 23 de dezembro de 2010

As lesões do futsal e do futebol são semelhantes

Notícia / Publicada em 14 de outubro de 2010

Máquinas caça-níqueis podem “enganar” o jogador

Notícia / Publicada em 20 de março de 2006

O vício no jogo pode ser um problema familiar

Notícia / Publicada em 12 de dezembro de 2000

Brasil: Irritação e Excitação Contínuas Podem Ser Sinais de Jogo Patológico



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa