Depressão no cenário da atenção primária - N Engl J Med 2019; 380:559-568.

Lawrence T. Park, M.D., e Carlos A. Zarate Jr., M.D.

Este artigo da Revista começa com uma apresentação de caso, destacando um problema clínico comum. Evidências que apoiam várias estratégias são então apresentadas, seguidas por uma revisão de diretrizes formais, quando elas existem. O artigo termina com as recomendações clínicas dos autores.

Uma mulher de 45 anos com hipotireoidismo que foi tratado com uma dose estável de levotiroxina apresentou-se ao seu médico de cuidados primários com humor deprimido, sentimentos negativos sobre si mesma, falta de sono, falta de apetite, falta de concentração e falta de energia. Estes sintomas começaram há vários meses durante um conflito com o seu parceiro. Embora ela tenha conseguido continuar com suas responsabilidades no trabalho e na vida, ela sente tristeza...

Palavras chave: Clínica Médica, psiquiatria, medicamentos antidepressivos, psicoterapia, comportamento suicida, atenção primária.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 12 de junho de 2018

Distúrbios psiquiátricos em Medicina de Urgência

Artigo / Publicado em 20 de março de 2019

Depressão infantil

Artigo / Publicado em 10 de novembro de 2008

Citalopram

Artigo / Publicado em 16 de setembro de 2014

Quetiapina

Artigo / Publicado em 16 de setembro de 2011

Obesidade na infância

Artigo / Publicado em 12 de julho de 2017

Suicídio

Notícia / Publicada em 21 de fevereiro de 2018

O que influencia o início do tratamento para a depressão na atenção primária?

Notícia / Publicada em 9 de maio de 2017

Personalizando a escolha de antidepressivos por sexo, índice de massa corporal e perfil de sintomas

Notícia / Publicada em 30 de novembro de 2016

Depressão em idosos é melhor abordada com antidepressivo e exercícios físicos

Notícia / Publicada em 8 de julho de 2013

O tratamento da depressão e seu efeito nas taxas de suicídio



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa